Sim. Estou parodiando Schopenhauer, filósofo alemão falecido em 1860.

A cidade não é o que é: é o que eu sonho para ela, como a vejo num futuro que anseio que não seja distante.

É por ela que quero trabalhar – e a única forma de fazer isso, mesmo sendo simples e desconhecido cidadão – foi me candidatar por um partido. Escolhi o Novo – o único dentre mais de 30 com princípios e valores firmes. Nos quais sempre acreditei. Era um liberal e não sabia.

Tenho fome e sede e gana de mudar a vida das pessoas para melhor. Tenho pouco tempo para isso: já tenho 65, estou na prorrogação da vida.

Quero uma educação em que na cidade não faltem vagas nas creches para todas as crianças. Nem faltem vagas públicas no ensino básico inicial.

Quero ver uma saúde sem gente morrendo em filas para marcar consultas e exames nos postos e hospitais municipais da cidade.

Quero uma cidade em que nossos filhos possam andar seguros, sem medos. Que teenha praças gostosas e cuidadas em todos os bairros, com wifi, brinquedos e aparelhos de ginástica. Espaços puros de convivência.

Quero uma prefeitura que descomplique a vida dos cidadãos e dos empresários. Com menos burocracias e leis inúteis.

Sonho, sonho e sonho com um legislativo que realmente não seja constituído por vereadores que pouco se importam com a cidade como um todo.

Quero tantas coisas que, quando cada noite chega ao seu fim, anunciando um novo dia, chego sem forças e sem saber se as recuperarei.

Aí eu deito, durmo, “resonho” a cidade que sonho.

E acordo insistente outra vez.

Abro a janela da minha alma e olho para a cidade – e respiro o ar do dia de amanhã. Um amanhã melhor, para todos.

Quero fazer a diferença que faz a diferença!

 

campinas nova de novo

 

TAGS:

#vocevotaetemvoz #CampinasNovaDeNovo #ConteComONOVO #PartidoNovo  #eleições2020 @alcidessoaresnovo


Share This